É um dos principais projetos realizado anualmente, pela CONIACC – CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE INSTITUIÇÕES DE APOIO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE COM CÂNCER, em conjunto com as suas filiadas, em todo o mês de setembro, visando informar e conscientizar a população em geral, para a importância do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil, através da suspeição de sinais e sintomas da doença.

Além de alertar para os seus sinais e sintomas, as ações do “Setembro Dourado” objetivam diminuir a taxa de mortalidade, ressaltando a relevância do diagnóstico precoce e o tratamento prévio como fatores essenciais para a cura da doença.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Brasil, o câncer infantojuvenil já representa a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. Com o diagnóstico precoce, em torno de 80% desses pacientes poderão ser tratados adequadamente com a doença ainda no início e com chances importantes de cura. Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica – SOBOPE, a taxa de cura do câncer infantojuvenil no Brasil ainda deixa a desejar em função da descoberta tardia da doença.

Porém, graças aos avanços de pesquisas e novos protocolos de tratamentos, a possibilidade de cura é muito maior quando a doença é descoberta logo no começo. Em outras palavras: o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil pode representar o início da sua cura.

Fonte: Comunicação Domus

Compartilhe:
Fale Conosco
Superliga Domus

Quanto mais cedo o diagnóstico, mais alta a chance de cura.

Doe Agora